WICHITA, Kan. (KSNW) – o pós-choque da pandemia COVID-19 tem alguns em Wichita se preparando para um aumento na falta de moradia.Os Ministérios da humanidade disseram Este ano que o número de pessoas que ficam em seus abrigos é menor do que o esperado. Eles acreditam que isso ocorre porque os apartamentos não têm permissão para despejar pessoas que não estão pagando o aluguel, mas venha maio, eles disseram que isso vai mudar.”Acredito que não sentimos o efeito total da pandemia e o impacto que ela terá para aqueles que estão na pobreza”, disse Christen Sampamurtgy, diretor de programa e conformidade com os Ministérios da humanidade.

o gotejamento da pandemia COVID-19 tem muitas organizações comunitárias em causa. “As pessoas ficam em abrigos por mais tempo porque têm menos acesso a empregos”, disse Sanders.

Dr. Luella Sanders é a diretora de impacto coletivo da United Way Of The Plains. Ela disse que as pessoas que estão meses atrasadas no aluguel precisam solicitar assistência agora.”Sem isso, se uma pessoa ou uma família é despejada, então eles podem muito bem acabar se tornando desabrigados”, disse Sanders.Os Ministérios da humanidade disseram que eles tinham menos pessoas ficando com eles este ano, mas eles sabem que pode vir, quando a moratória de despejo é levantada, que vai mudar.”Prestadores de serviços sem-teto e ministérios da humanidade, vamos sentir esse efeito-estaremos sentindo esses efeitos na importância de fornecer serviço de abrigo”, disse Sampamurtgy.

Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.